Sunday, October 04, 2009

APRENDENDO DE NOVO

Eu tô assim, meio sem nexo, e sem muita razão no ser, ou no estar... Tudo bem confuso e mais difícil a medida que o tempo passa. Estranho.

Reconheço que muitas vezes demoro a dar "sinal de vida", mas é que eu tô assim, meio que vivendo aprendendo a viver de novo, uma vida nova, com uma estrutura nova, sou outra pessoa numa rotina já pré-existente e preciso me readaptar. Deve ser, de certa forma, uma espécie de "paraplegia", com a qual preciso aprender a conviver. Como um cadeirante que um dia já usou as pernas pra andar... É, talvez seja um pouco isto. Ou não.

Querida, querida, querida. Você é um presente que tive em minha vida, e está sempre presente aqui. Desculpe-me não ter feito a minha parte, na época apropriada, para que tornássemos grandes amigas. Admiro aquela que fez isto e o que com isto ela construiu com você. E é pra sempre. Como a saudade que tenho de você.

1 Comments:

Blogger MLC said...

Prima, já li esse texto várias vezes e sempre tento encontrar palavras p comentá-lo...

e, não encontro.

12:45 AM  

Post a Comment

<< Home